18 janeiro 2012

Curso Intensivo em Fortaleza - UNIFOR

Entre os dias 12 e 14 ministrei na Unifor, em Fortaleza, o Curso Intensivo de Valorização Artística de Projetos. Fui muito bem recebido e pelos professores e arquitetos Marcos Bandeira e Osires Abreu.
O curso foi muito intenso, como sempre. Iniciamos com a planta baixa, onde o pessoal tem o primeiro contato com a técnica de marcadores / lápis de cores. Fechamos a manhã com um exercício que gosto muito, a pauta musical, onde estudamos variações de linhas.
À tarde fizemos a fachada à grafite, estudando entre outras coisas, sombras e vegetação.
No dia seguinte voltamos aos marcadores, dessa vez com perspectivas de 01 e 02 pontos de fuga. As maquetinhas foram utilizadas pela primeira vez ajudando muito nas explicações. Novamente tivemos que transformar uma perspectiva diurna em noturna, pois um aluno estava insatisfeito com o céu que havia feito (estava muito escuro). O interessante é que mais dois alunos seguiram a onda e transformaram seus desenhos também.
O último dia foi todo dedicado ao desenho urbano. Seguindo o conselho do prof. Marcos, nos encontramos na Praça Luiza Távora. Um belo cenário para as aulas, com muitos temas para desenhos. Pela manhã os alunos fizeram exercícios curtos, partindo de objetos isolados até pequenas construções. Sempre os direcionando no sentido de buscarem o máximo de realismo – como gosto dizer: desenhar aquilo que estamos vendo, no ângulo em que estamos vendo.
Essa máxima é usada também nos exercícios de prancheta. Eu acredito que é mais interessante estudarmos a fundo as técnicas para podermos ‘atuar’ sobre elas com propriedade. Quem tem que ter controle é o artista e não o material, e para isso, devemos ter plena consciência e convicção do que estamos fazendo. Quando então houver necessidade, colocamos todas essas ferramentas em prática ao mesmo tempo, de modo que ficamos livres para pensar exclusivamente sobre o que queremos transmitir, sem se preocupar com a técnica em si. Ela estará ali, ao seu dispor. É nesse momento que começamos a nos tornar expressivos.
Ainda no último dia, fizemos um SketchMix, workshop criado pelos colegas portugueses João Moreno e Pedro Fernandes. A praça foi o palco perfeito para esse exercício. Apesar do forte calor e do crescente cansaço de todos, os alunos fizeram trabalhos muito interessantes. Gosto desse exercício porque os alunos precisam usar sua criatividade e os resultados são sempre inusitados.
Muito bem! É isso.
Mais uma vez o curso foi um bom ponto de partida para criar novas amizades, estreitar outras, aproximar pessoalmente amigos virtuais.
Terminei a viagem com um mini-sketchcrawl pelas ruas do centro de Fortaleza.

Faço aqui um agradecimento especial à Unifor, pelo apoio prestado e pela ótima estrutura disponibilizada para o curso. Aos amigos Marcos Bandeira e Osires Abreu (o homem Warm Gray!) pelo incentivo e viabilização de tudo. Ao amigo Hugo Alves Paiva (o nômade) e a todos os alunos que confiaram em mim.

Neste sábado começam as novas turmas do meu curso. Restam agora poucas vagas, mas ainda há tempo para novas inscrições.

Apresentando os marcadores...
Resultados do primeiro exercício - planta baixa (21 delas...)
Passando o exercicio da 'pauta musical' (estudo de linhas)
Desenhando uma árvore - conceitos para desenho realista
Resultados do segundo exercício - Fachada a grafite
Mostrando um 'case'
Explicação de conceitos fundamentais de perspectivas
Apresentação de Slides sobre Desenho Urbano
Alguns resultados do 2º dia...
Desenhando sob forte calor - 30ºC.
Alunos concentrados
Eu não resisti à tentação! Gosto de desenhar os alunos...
Avaliação dos resultados da parte da manhã...com arcondicionado!
Raul e seu belo sketchbook artesanal! Quase foi para sorteio!
Pessoal finalizando seus desenhos de Sketchmix...
Mais resultados - Na parte da tarde fizemos um Sketchmix.
Parte da turma reunida no final.




4 comentários:

  1. Que saudade do nosso.Temos que repetir ,afinal de contas temos novidades!

    ResponderExcluir