30 julho 2011

Lisboa 2011 - Parte I

Estive em Lisboa entre os dias 20 e 27 de julho para participar do II Simpósio Internacional de Urban Sketching. Bem...nem sei por onde começar, para contar sobre essa enriquecedora aventura.
Talvez dizendo que estive com Gerard Michel...o vi desenhando, falando sobre perspectiva curvilinea, olhei alguns de seus sketchbooks. Ouvi dicas e comentários de Frank Ching sobre alguns de meus desenhos.
Posso acrescentar algo dizendo que foi minha primeira viagem internacional sozinho, e a primeira em que fui especialmente para desenhar. Quase não fiz turismo. Não entrei em nenhuma igreja, não visitei museus. A única coisa que eu quis fazer foi...desenhar. Sozinho, em pequenos grupos ou juntamente com outros 200 desenhistas, todos reunidos em um fantástico sketchcrawl.
Bom. Vamos ao que interessa.

Lisboa, 20/07. 

 
Largo do Carmo: Esse lugar viria a ser a minha referência na cidade, a poucos passos do albergue, na Rua do Duque. Lá marquei encontro com o João Pinheiro logo no dia 20, encontrei por acaso a Liz Steel, tomei cerveja, almocei e jantei várias vezes. Tomei o 'pequeno-almoço' na "Leitaria Acadêmica", preparado pelo Sr. Raul, um senhor simpático e bem humorado. Contou-me histórias de futebol, do tempo em que viveu no Brasil, da família. Eu falei dos meus avós, da viagem de 2007 pra Portugal com meus pais, etc...O Sr. Raul preparou meu último pequeno-almoço, no dia 27, um pouco antes de eu ir embora. Me despedi de Lisboa com um forte aperto de mãos.

Neste desenho a grafite, procurei passar das linhas às massas de cinzas brevemente. Me chamou a atenção a sombra profunda do arco. Tentei alcançar um tom de cinza bem escuro, quase preto. Repeti o tom na área dentro das portas. Ao ver o desenho, Francis Ching (!!) disse que eu deveria escurecer as árvores em primeiro plano (estavam mais leves antes) e delinear um pouco mais as linhas do arco, 'dentro' da sombra (feito também).

Bem, vou postar somente este desenho hoje, porque não quero que este post se torne uma novela...mas já tenho mais duas páginas escaneadas e preparadas.

---
I've just arrived from Lisbon. I stayed there for a week, attending to the II International Urban Sketching Symposium. Well, I don't know how to start writing about this rewarding experience. Perhaps saying that I sketched with Gerard Michel...I saw him drawing, talking about his curvilinear perspectives, leafed through his unbelievable sketchbooks. I also heard tips from Francis Ching, about some of my drawings. I may add that I hadn't traveled alone abroad before, and that was my first trip specially to sketch. I almost didn't sightseeing. I didn't enter any church, any museum. I just went sketching. Alone, in small groups, with 200 people. 
Largo Do Carmo: In this pencil drawing I tried to do the shades of grey as quickly as I could, leaving the lines behind. The strong contrast and the shadow of the arch drew my attention right away. I try to create very dark shade of grey, almost black. I repeated the same tone inside the doors. Francis Ching (!!) said that I should have make the trees even darker (which I did later) and also to delineate a little more the lines of the arch 'inside' the shadow (done).


Um comentário:

  1. Grande experiência!
    Ouvir comentários do Sr. Ching deve ser emocionante.

    ResponderExcluir